MS: Lideranças lançam Frente Evangélica Pró Riedel e Bolsonaro

Lideranças lançam Frente Evangélica Pró Riedel e Bolsonaro em Mato Grosso do Sul

 

 

Pastores e outros líderes evangélicos, de várias denominações, participaram do evento que contou com a presença de Tereza Cristina e Luiz Ovando, além de Riedel e família

 

Pensando em debater a política mais profundamente em todas as esferas da sociedade, o candidato a governador Eduardo Riedel (PSDB) vem participando ativamente de várias ações em Mato Grosso do Sul. O pontapé inicial de uma dessas ações foi dado na sexta-feira (7) à noite com o lançamento da Frente Evangélica Pró Riedel e Bolsonaro.

 

O ato inaugural da frente aconteceu na igreja Mar no Brasil, em Campo Grande, e reuniu pastores e líderes de várias denominações. Também estiveram presentes o deputado federal reeleito Luiz Ovando (PP) e a ex-ministra e senadora eleita Tereza Cristina (PP).

 

“Existe a necessidade de pessoas boas, com propósito, participarem da política. Se isso não acontecer, a sociedade perde o controle”, frisa Riedel, completando que as alianças ali firmadas não são efêmeras, de ocasião. “São alianças de propósito por Mato Grosso do Sul”, destaca Eduardo Riedel, que foi ao evento com a esposa Mônica e seus dois filhos.

 

Tereza Cristina, que ocupa espaço especial na campanha ao governo, tendo caminhado sempre ao lado de Riedel, agora coordena a campanha a presidente de Jair Bolsonaro (PL) em Mato Grosso do Sul e destacou a boa oportunidade de estar nesse mesmo grupo.

 

“Tenho muito prazer em estar nessa caminhada ao lado do Riedel pois o conheço, sei da pessoa que ele é, sei do seu interesse em trabalhar por um projeto para Mato Grosso do Sul. Não é um projeto de poder, é algo realmente voltado para nossa gente, para servir ao sul-mato-grossense. Essa é uma aliança que fizemos lá atrás”, destaca Tereza.

 

Um dos líderes do movimento é o presidente estadual do Republicanos, Wilton Acosta. Ele destaca em sua fala que o fortalecimento dos princípios da igreja na sociedade é uma missão em que a política é uma das frentes de atuação, como um “campo missionário”.

 

“Negligenciamos por muitos anos essa participação na política, e agora vemos uma sociedade onde a violência contra as crianças cresceu, houve avanço das drogas. Acredito que isso ocorreu por omissão. Temos que reverter isso”, aponta Acosta.

 

Outro membro da Frente é o deputado estadual Herculano Borges (Republicanos), que relembrou o apoio de Riedel para articular junto à Assembleia Legislativa a inclusão das igrejas como atividade essencial, podendo assim seguir aberta mesmo em períodos de crise sanitária – como ocorreu no auge da pandemia de covid-19.

 

“O que começamos aqui hoje com essa Frente é um ato de chamamento, enfrentamento ao perigo que se aproxima de nossas famílias. Não podemos ceder mais, nós somos responsáveis em esclarecer as coisas dentro de nossas igrejas”, afirma o deputado Luiz Ovando.