Reforma tributária e concurso para Força Nacional em pauta na CCJ

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA) vai apresentar na quarta-feira (18) o relatório da reforma tributária (PEC 110/2019) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A proposta, que prevê a extinção e a unificação de tributos, é o primeiro item da pauta da reunião do colegiado.

 

A PEC 110/2019 extingue os seguintes tributos: IPI, IOF, PIS/Pasep, Cofins, Salário-Educação, Cide-combustíveis e CSLL (federais); ICMS (estadual); e ISS (municipal) — veja abaixo os nomes completos dos tributos. No lugar deles, será criado um imposto sobre o valor agregado sobre bens e serviços, de competência estadual, chamado de IBS, e um imposto sobre bens e serviços específicos, o Imposto Seletivo, de competência federal.

 

Segundo o relator, a reforma tributária deverá reduzir a taxação sobre o consumo e aumentar sobre a renda, a exemplo de salários e bens.

 

Força Nacional

 

Além da reforma tributária, a pauta da CCJ conta com outros 25 itens, entre eles, uma proposta de emenda à Constituição para tornar permanente a Força Nacional de Segurança Pública (PEC 19/2019).

 

A proposta, da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), altera o artigo 144 da Constituição de 1988 para incluir a Força Nacional entre os órgãos que compõem o aparato da segurança pública nacional. Criada por meio do Decreto nº 5.289, de 29 de novembro de 2004, a Força Nacional de Segurança Pública é um programa de cooperação entre os estados e a União Federal, a fim de executar, através de convênio, atividades e serviços de preservação da ordem pública.

 

Atualmente, a Força Nacional é composta por policiais militares, policiais civis, bombeiros militares e profissionais de perícia dos estados e Distrito Federal recrutados por meio de convênios. O relator, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), apresentou emenda que prevê a instituição de quadro próprio da Força Nacional de Segurança Pública, com cargos providos por concurso público de provas ou de provas e títulos em suas classes iniciais.

 

As siglas dos impostos

 

Veja aqui os tributos citados no texto e suas abreviaturas:

  • IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados

  • IOF: Imposto sobre Operações Financeiras

  • PIS/Pasep: Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público

  • Cofins: Contribuição de Financiamento da Seguridade Social

  • Cide: Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico

  • CSLL: Contribuição Social sobre o Lucro Líquido

  • ICMS: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços

  • ISS: Imposto sobre Serviços

  • IBS: Imposto sobre Bens e Serviços

 

 

Fonte: Agência Senado

Destaques