Maia admite dificuldade em obter votos para aprovar Previdência e não marca data

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou hoje (6) que ainda não é possível votar a reforma da Previdência, pois todos os partidos estão com dificuldade para reunir votos. Segundo Maia, a data de votação da reforma só será marcada depois do convencimento de um número significativo de deputados a favor da proposta.

 

“Não dá para votar essa matéria, ela é muito importante, ela tem impacto muito forte nas expectativas da sociedade. E a gente ir para uma votação com clareza de derrota, apenas para ter uma data, a gente vai estar gerando uma sinalização de que não há na Câmara uma responsabilidade fiscal majoritária”, disse Maia.

 

Para que a proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras de acesso à aposentadoria seja aprovada, são necessários pelo menos 308 votos entre os 513 deputados. O resultado majoritário de dois terços do plenário deve ser repetido em dois turnos de votação.

 

O presidente da Câmara disse que a maioria favorável à reforma até existe, mas ressaltou que as circunstâncias e tudo o que ocorreu ao longo do ano, como a análise das denúncias contra o presidente Michel Temer, acabaram “gerando um certo desconforto dos parlamentares”.

 

Para Maia, divulgar balanços parciais dos números de votos alcançados até o momento não ajuda no processo de convencimento dos deputados. Ele defendeu também que o PSDB se manifeste logo sobre o posicionamento da bancada. “O PSDB precisa dizer é se é contra, ou a favor, e quantos [deputados] são a favor pra que a gente possa entender se tem ambiente pra votar a matéria. Eu não votaria essa matéria com uma expectativa de derrota”, disse.

 

Maia participou, na manhã de hoje, de café da manhã oferecido pelo presidente Michel Temer no Palácio da Alvorada para tratar da reforma. Ele disse que, até o momento, não havia o número necessário de votos. Os líderes partidários voltam a se reunir, ainda nesta quarta-feira, com Temer em um jantar para continuar as articulações em torno do tema.

 

Fonte: Agência Brasil

Câmara Municipal

Vereadores de Campo Grande analisam 5 Projetos e 1 Veto na sessão de amanhã

Vereadores de Campo Grande analisam cinco Projetos e um Veto Parcial do Executivo durante a sessão ordinária de terça-feira (9).   Será analisado, em única discussão e votação, o Projeto de Lei 9.046/18, que autoriza o Poder Executivo a abrir crédito especial e criar o Conselho Gestor para o Fundo Municipal de Promoção da Tecnologia […]

Brasil e Mundo

Jair Bolsonaro diz, em tom de brincadeira, que capitães vão mandar no Brasil

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, visitou hoje (15) pela manhã a sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Bolsonaro chegou ao quartel, em Laranjeiras, na zona sul da capital fluminense, ao lado de assessores. A visita não foi acompanhada pela imprensa.   Por volta do […]

Partidos

Representantes dos servidores estaduais fazem manifesto em apoio a reeleição do governador Reinaldo Azambuja

Representantes de 18 sindicatos de servidores e da Cesp (Central das Entidades dos Servidores Públicos de MS) entregaram nesta quarta-feira (17) um manifesto de apoio à reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) por conta dos avanços conquistados pelas categorias durante os três anos e 10 meses de administração.   Apesar da maior crise financeira da […]