Ex-primeira dama do Amazonas é liberada de presídio em liminar a habeas corpus

A esposa do senador e ex-governador do Amazonas Omar Aziz, Nejmi Aziz, teve liberdade cedida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região no fim da tarde deste domingo (21). Ela foi presa na última sexta-feira (19)com três irmãos de Omar durante operação da Polícia Federal que investiga a prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de capitais e organização criminosa.

 

Na decisão, a desembargadora Maria do Carmo Cardoso afirma que Nejmi foi solta porque os méritos investigados “não são contemporâneos”, datando de 2014 e 2016. Em outro momento, a jurista avalia que a prisão de Nejmi não é imprescindível para que as investigações criminais sejam realizadas.

 

Ao G1, a defesa de Nejmi contou que ela está em casa com a família e ressaltou que a ex-primeira dama não recebeu privilégios na unidade prisional onde estava, o Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF). A defesa afirmou ainda que não há restrição para impedir que a esposa do senador deixe a capital amazonense.

 

Operação Vertex

 

 

Nejmi foi presa durante a Operação Vertex, da PF. A ação resultou na prisão de três irmão de Omar, um assessor direto da ex-primeira dama e três policiais militares.

 

Nejmi é vice-presidente estadual do PSD-AM e nas últimas eleições concorreu ao cargo de deputada estadual, mas não foi eleita. O marido, Omar Aziz, foi governador do Amazonas entre os anos de 2010 e 2014. Desde 2014, ele ocupa vaga no senado. Em 2018, Omar tentou a reeleição ao governo, mas terminou em quarto lugar.

 

Os três irmãos de Omar Aziz, presos ao longo da manhã de sexta, são: Murad, Amim e Mansour Aziz. A PF não repassou maiores informações sobre os policiais presos.

 

Fonte: G1

Destaques