Carlos Portinho vai assumir vaga de senador

Com a morte do senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) na quarta-feira (21), o advogado Carlos Francisco Portinho, de 47 anos, assumirá uma das vagas do Rio de Janeiro na Casa. Em sua conta em uma rede social, Portinho lamentou a morte de Arolde:

 

“Sem Palavras. O Brasil perde um dos maiores homens públicos que esta terra concebeu. Que Deus esteja contigo e sua família e inspire o nosso país com os seus valores! Um grande homem e amigo. Consternado e triste pelo destino estou. Guardo as melhores lembranças. E o exemplo”, escreveu Portinho na mensagem publicada junto com uma foto em que ele aparece ao lado de Arolde.

 

Primeiro suplente na chapa encabeçada por Arolde nas eleições de 2018, Portinho também é filiado ao PSD e foi secretário de Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro (2014 e 2015) e secretário municipal de Habitação do Rio (2015).

 

Especializado em direito desportivo, Carlos Portinho foi vice-presidente Jurídico do Flamengo (2002) e também advogou para outros clubes como Fluminense, Cruzeiro, Atlético Mineiro, São Paulo, Santos e Palmeiras.

 

Portinho nasceu em 02 de julho de 1973 no Rio de Janeiro e trabalhou também como professor universitário e assessor parlamentar. Atualmente, ele é sócio da Stockler Macintyre e Portinho Advogados.

 

Para assumir o cargo, Portinho precisa tomar posse em sessão plenária do Senado ou solenidade no gabinete do presidente da Casa. A segunda suplente eleita na chapa é a assessora parlamentar Renata Guerra (PSD-RJ), lotada no escritório de apoio do gabinete do senador Arolde de Oliveira.

 

Fonte: Agência Senado

Destaques