Câmara amplia restrições para prevenir avanço do coronavírus

Após a confirmação dos primeiros casos de coronavírus em Campo Grande, a Câmara Municipal, presidida pelo vereador Professor João Rocha, vai ampliar as medidas de restrições para conter o avanço da doença.

 

A partir desta segunda-feira (23), a Casa de Leis funcionará somente de segunda a quinta-feira, das 8h às 12.

 

Além disso, haverá revezamento entre os servidores, com o objetivo de reduzir para, no mínimo, 25% o número de funcionários presentes na Casa – restante irá trabalhar em regime de home office (teletrabalho).

 

Outra medida adotada será a dispensa dos servidores que estão nos grupos de risco sem a necessidade de comprovação médica diante da dificuldade em realizar exames – bastando uma declaração do servidor ou vereador.

 

O acesso de pessoas que não são servidores ou vereadores na Casa de Leis também estará proibido a partir da próxima semana.

 

“Temos que fazer nossa parte. A Câmara continua a trabalhar, discutindo ações e aprovando leis necessárias para prevenir e combater o coronavírus e outra situações que a cidad precisa”, destaca João Rocha.

 

Outras medidas 

 

No início da semana, a Câmara já havia editado regras para prevenir o contágio a servidores, estagiários, terceirizados e a população em geral que frequenta o prédio do Legislativo.

 

O Ato da Mesa Diretora nº 138/2020, publicado no dia 16, suspendeu a realização de audiências públicas e sessões solenes, assim como eventos externos por meio da cedência do Plenário, de modo a evitar a aglomeração de pessoas.

 

Mesmo com a suspensão, o trabalho dos parlamentares continua. As sessões ordinárias para votações de Projetos, realizadas sempre às terças e quintas-feiras, estão mantidas normalmente, mas sem a presença do público e dos veículos de imprensa.

 

O ponto eletrônico (biométrico) também foi suspenso por tempo indeterminado, de modo a evitar o contágio.

 

Destaques